Blogjorjefferson’s Weblog

Just another WordPress.com weblog

Second Life no Brasil

O Second Life é um ambiente virtual e tridimensional que simula em alguns aspectos a vida real e social do ser humano. Foi desenvolvido em 2003 e é mantido pela empresa Linden Lab. Dependendo do tipo de uso pode ser encarado como um jogo, um simulador, um comércio virtual ou uma rede social. O nome SECOND LIFE significa segunda vida que pode ser interpretado como uma vida paralela. Dentro do próprio jogo, o jargão utilizado para se referir à “primeira vida”, ou seja, à vida real do usuário, é “RL” ou “Real Life”que se traduz literalmente por “vida real”. 

Helena Santiago está entre os 350 mil brasileiros que criaram um avatar para navegar no Second Life, o mundo imaginário em que cada um pode ser o que bem entender. Mas não está tendo tempo para se divertir muito. Nem ali, nem na vida real. Helena é carioca e tem de 35 anos, empresaria do ramo de informática, apaixonada por vôlei de praia teve que deletar seus hobbies por outras obsessões , uma delas é Second Life. Nos momentos de folga Helena está on-line e fica caçando clientes.

secondlife_12

Como conheceu o Second Life?
Por trabalhar com informática já conhecia, porém só criei um avatar depois que observei meu filho de 10 anos. Nesse momento resolvi criar um avatar, pois tive a curiosidade de vê meu filho brincar e lá tinha muito comercial. Observei que há vários segmentos fazendo uma transição mais rápida do que imaginávamos para o mundo do Second Life.

Você viu algum caso envolvendo empresa no Second Life?
Um caso que acho interessante é do Estadão. Eles marcaram sua presença ao entrar com um jornal que é todo voltado ao Second Life, para noticiar o que existe ali dentro e que é construído também pelos avatares. Acho que o que chama a atenção é o internauta poder participar do jogo, se não for assim, perde um pouco a graça, pois as pessoas ali buscam uma segunda vida, uma segunda oportunidade de ser aquilo que não são na vida real. O Second Life é o lugar onde o engenheiro quer ser um jornalista, onde o advogado quer ser um DJ. As pessoas buscam essa oportunidade para exercitar sua criatividade também, ou buscam aumentar seus lucros, quando representam empresas.

Você acha que sua empresa ganhou com o Second Life?
Depois que criei um avatar posso dizer que as coisas melhoraram, não que eu esteja vendendo melhor, mas fico sabendo o que os clientes querem, é uma espécie de pesquisa de mercado que a empresa está fazendo, isso ajuda a empresa a definir quais são as melhores soluções. Por mais descontraído que seja o avatar, por trás dele está uma pessoa real, um consumidor, alguém que tem suas opiniões e isso acaba ajudando os empresários.

Na sua opinião qual o perfil dos participantes do Secind Life?

O perfil melhora a cada dia, pois muitos procuram o Second Life não só para jogar, mas em busca de produtos. Pessoas adultas usam o Second Life, o que dificultam as brincadeiras so jogadores estão mais interessados em relacionamentos e produtor oferecidos por empresas.

 

 

novembro 17, 2008 Posted by | Uncategorized | Deixe um comentário

NOTAS CURTAS

SECOND LIFE

 

O Second Life é um ambiente virtual e tridimensional que simula em alguns aspectos a vida rela e social do ser humano. Foi desenvolvido em 2003 e é mantido pela empresa Liden Lab. Dependendo do tipo de uso pode ser encarado como um jogo, um comércio virtual ou uma rede social. O nome “second life” significa segunda vida que pode ser interpretado como uma vida paralela. Dentro do próprio jogo, o jargão utilizado para se referir à “primeira vida”, ou seja, à vida real do usuário, é “Real Life” que se traduz literalmente por “vida real”.

 

TV DIGITAL

 

O sistema digital de televisão no Brasil entre 2005 e 2007, se definiu de maneira significativa, apesar das polêmicas quanto ao padrão adotado e alguns impasses ainda pendentes. O telespectador poderá assistir programas com mais qualidade e também terá acesso a multiprogramação, onde será possível transmitir oito programas em alta resolução.

novembro 11, 2008 Posted by | Uncategorized | Deixe um comentário

TV DIGITAL

 tv-digital1A televisão digital no Brasil remete à implementação do sistema digital de televisão no Brasil que, entre 20058 e 2007, se definiu de maneira significativa, apesar das polêmicas quanto ao padrão adotado e alguns impasses ainda pendentes. A primeira transmissão oficial de sinal de TV digital no Brasil ocorreu em 2 de dezembro de 2007 na cidade de São Paulo. A solenidade reuniu mais de 2000 pessoas e contou com a presença do Presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva e empresários do setor. Em 7 de abril esta televisão chegou a Belo Horizonte e, no dia seguinte ao Rio de Janeiro, em ambos os casos, a televisão digital foi inaugurada pela Rede TV. A partir de maio de 2008, teve início a campanha de popularização da televisão digital brasileira, que incluía demonstrações em pontos de grande circulação. O Brasil foi o único país emergente em que emissoras e indústrias de equipamentos financiaram parte dos testes de laboratório e de campo para comparar a eficiência técnica de padrões tecnológicos existentes para transmissão e recepção dos sinais. 

logotipos_directv 

O ano de 1996 ficou marcado pela chegada da DirecTv,  primeiro sistema de TV digital no país, porém pago e de difícil acesso à maioria da população. No final daquele ano chegou a SKY pra competir nesse mercado. Em 1998 foram iniciados os trabalhos do primeiro consórcio técnico com a Universidade Mackenzie, que resultou nos primeiros testes de laboratório e de campo que duraram seis meses: entre agosto de 1999 e março de 2000.  Em 2003 o Presidente Luiz Inácio Lula da Silva assinou o Decreto n.º 4.901, que criou o Sistema Brasileiro de TV Digital Terrestre, ou SBTVD, e o Comitê de Desenvolvimento, responsável pela sua implementação. Após o término da primeira fase de estudos em 2006, o presidente Lula assinou o decreto de n.º 5.820 que criou Fórum do Sistema Brasileiro de TV Digital Terrestre, responsável por padronizar e harmonizar as tecnologias nacionais, desenvolvidas pelas universidades e centros de pesquisas brasileiros, com a tecnologia da ARIB do Japão e outras.

Depois das decisões, o padrão de televisão digital adotado no Brasil é O ISDB-TB, uma adaptação do ISDB-T, japonês. O padrão foi escolhido por atender melhor as necessidades de energia nos receptores, mobilidade e portabilidade sem custo para o consumidor, diferente do padrão europeu, onde esta operação é tarifada pelas empresas telefônicas. O formato ISDB-TB também permite, além da transmissão em alta definição, a transmissão em multiprogramação, onde é possível transmitir, no lugar de um único programa em alta definição, oito programas diferentes. 

 

           

novembro 4, 2008 Posted by | Uncategorized | Deixe um comentário

NOTAS CURTAS

WEB 2.0

O conteúdo dos websites sofreu um enorme impacto com a Web 2.0, dando ao usuário a possibilidade de participar, gerando e organizando as informações. Quando o conteúdo não é gerado pelos usuários, este pode ser enriquecido através de comentários ou personalização. Algumas aplicações Web 2.0 permitem a personalização do conteúdo, sob forma de página pessoal, permitindo a filtragem de informação. Dentro dos princípios da Web 2.0 o conteúdo deve ser aberto permitindo que o usuário reutilize o espaço, define um novo tipo de site, de serviço e de experiência online.

 

BLOGJORNALISMO

O webjornalismo pode explorar todas as potencialidades que a internet oferece, mostrando um produto completamente novo: a web notícia. No webjornal a relação entre o internauta e o jornalista pode ser imediata. A própria natureza do meio permite que o webleitor interaja no imediato. Para que isso aconteça o jornalista deve assinar a peça com o seu endereço eletrônico. No webjornalismo a notícia deve ser encarada como o princípio, algo a ser debatido.  

 

 

 

 

outubro 28, 2008 Posted by | Uncategorized | Deixe um comentário

CREATIVE COMMONS

Oferecer sua obra sob uma licença Creative Commons, não significa abrir mão dos seus direitos autorais. Significa oferecer alguns dos seus direitos para qualquer pessoa, mas somente sob determinadas condições.
Todas as licenças requerem que seja dado crédito, ou seja, atribuição ao autor ou licenciante, da forma por eles especificada. A atribuição permite que outras pessoas copiem, distribuam e executem sua obra, protegida por direitos autorais e as obras derivados criadas a partir dela, mas somente se for dado crédito da maneira que for estabelecida.

O conjunto de licenças principal também permitirá que o autor misture e combine condições como:

Uso Não Comercial – Permite que outras pessoas copiem, distribuam e executem obras, e as obras derivadas criadas a partir dela, mas somente para fins não comerciais.

Não à Obras Derivadas Permite que outras pessoas copiem, distribuam e executem somente cópias exatas, mas não obras derivadas.

Compartilhamento pela mesma Licença – Pode permitir que outras pessoas distribuam obras derivadas somente sob uma licença idêntica à licença que rege da obra.

Uma licença não pode conter as opções Compartilhamento pela Mesma Licença e não às Obras Derivadas. A condição do compartilhamento pela mesma licença só se aplica à obras derivadas.

 

 

outubro 21, 2008 Posted by | Uncategorized | Deixe um comentário

BLOGJORNALISMO

 

Com o aparecimento da internet verificou se uma rápida migração dos mass media existentes para o novo meio sem que, no entanto, se tenha verificado qualquer alteração na linguagem. O chamado “jornalismo online” não é mais do que uma simples transposição dos velhos jornalismos escrito, radiofônico e televisivo para um novo meio. Mas o jornalismo na web pode ser muito mais do que o atual jornalismo online. Com base na convergência entre texto, som e imagem em movimento, o webjornalismo pode explorar todas as potencialidades que a internet oferece, oferecendo um produto completamente novo: a webnotícia. Este pretende identificar potencialidades do webjornalismo a partir de uma aproximação às linguagens utilizadas pelos atuais meios: jornal, rádio e televisão. Numa sociedade com acesso a múltiplas fontes de informação e com crescente espírito crítico, a possibilidade de interação direta com o produtor de notícias ou opiniões é um forte trunfo a explorar pelo webjornalismo. Num jornal tradicional o leitor que discorda de uma determinada idéia veiculada pelo jornalista limita-se a enviar uma carta para o jornal e a aguardar a sua publicação numa edição seguinte, tendo habitualmente que invocar a Lei de Imprensa para o conseguir.

Por vezes a carta só é publicada dias depois e perde completamente a atualidade. Outras vezes o jornalista não responde, ou de forma a encerrar a discussão, fechando a porta a réplicas. No webjornal a relação pode ser imediata. A própria natureza do meio permite que o webleitor interaja no imediato. Para que tal seja possível o jornalista deve assinar a peça com o seu endereço eletrônico. Dependendo do tema, as notícias devem incluir o seu comentário de forma a poder funcionar como um fórum. No webjornalismo a notícia deve ser encarada como o princípio de algo e não um fim em si própria. Deve funcionar apenas como o tiro de partida para uma discussão com os leitores. Para além da introdução de diferentes pontos de vista enriquecer a notícia, um maior número de comentários corresponde a um maior número de visitas, o que é apreciado pelos leitores. De certa forma os blogueiros ajudam a pautar as redações, essa visão se reflete nos blogs mais populares e citados pela grande mídia no Brasil. 

Apesar de seu discurso democratizante de dar voz aos que nunca tiveram oportunidade, em sua maioria, esses blogs são mantidos por jornalistas, publicitários ou outros profissionais com experiência e formação no mercado de comunicação, lembrando que existem varios blogueiros que não são jornalistas, mas que editam textos de fatos importantes ocorridos na cidade onde aquela pessoa mora. Os autores dos blogs que passaram pela TV terão mais credibilidade, com certeza, mas os desconhecidos passarão a ter credibilidade com o passar do tempo, principalmente quando passar uma informação correta e de grande importância para o meio. Além da informação, o blogueiro que não é jornalista terá uma credibilidade e a sua pagina será mais visitada se seus textos tiverem qualidade, além de criatividade. Para que ele possa agradar os internautas o blogueiro terá que fazer uma atualização diaria.

 

 

setembro 18, 2008 Posted by | Uncategorized | Deixe um comentário

Brasil e Argentina

O jogo não foi o esperado pelo os brasileiros, aquela historia que temos os melhores jogadores e o melhor time faz tempo que ninguém acredita. A Argentina a maior inimiga no futebol derrotou a nossa seleção por 3-0 no torneio de futebol masculino dos Jogos Olímpicos de Pequim.  Riquelme confirmou o triunfo de pênalti.

http://www.youtube.com/watch?v=Pb20qTKiycw&feature=related

Foram muitas tentativas o Brasil tentou de várias maneiras, mas o resultado não foi satisfatório, pois a selecção canarinha terminou o jogo com apenas nove jogadores. A seleção brasileira viria a terminar o jogo sem Lucas e Thiago Neves, expulsos aos minutos 81 e 84. Os dois atletas viram cartões vermelhos diretos depois de entradas duras por trás sobre Mascherano.

 

Na disputa mais entusiasmante levou a melhor a Argentina diante do Brasil de Ronaldinho Gaúcho, Diego e Anderson. Os três atletas foram titulares, tal como Di María que alinhou durante os 90 minutos na equipa argentina, já Sérgio Aguero apontou dois golos de rajada no início do segundo tempo (52′ e 58′) e Riquelme ampliou o marcador aos 76 através de uma grande penalidade.
Os argentinos vão agora defender o título olímpico diante da Nigéria. A decisão da medalha de Ouro está marcada para sexta-feira com Argentina e Nigéria a disputarem o primeiro lugar do pódio do futebol masculino em Pequim. O brasil vai brigar pelo o bronze com a seleção da Bélgica.

 

 

setembro 11, 2008 Posted by | Uncategorized | Deixe um comentário

Hello world!

Welcome to WordPress.com. This is your first post. Edit or delete it and start blogging!

agosto 21, 2008 Posted by | Uncategorized | 1 Comentário